quinta-feira, fevereiro 22, 2007

Da vagina


Quando pensava que a minha parvoíce já tinha atingido o expoente máximo, eis que a minha alma de poeta nasce e descubro mais uma vocação. Espero que gostem deste meu trabalho poético, já deu para rir até doer a barriga com os meus amigos. O assunto é actual e interessante! Bem chega de prosar e vamos ao que interessa.

Da vagina

Vou-te falar meu amigo,
De um assunto que já não é tabu
Fica um palmo abaixo do umbigo,
E dois dedos à frente do cu!

Tem lábios e não é boca
Tem um buraco muito bonito
Não tem orelhas por isso é mouca
E ao nariz chamam-lhe clito.

Sou um poeta muito brejeiro
E pouca coisa me fascina
Mas quero dizer ao mundo inteiro
O quanto gosto da vagina

É para quem não sabe nem imagina
Onde é que deve metê-lo
Os educados chamam-lhe vagina
Os ordinários chamam-lhe grelo

Muitos nomes tem este bichinho
Eu pessoalmente prefiro pipa
É um nome engraçadinho
Para esta menina tão bonita!

Pipi rata ou pachacha
Tem cabelos e é bonito
Sem cabelos também marcha,
O que interessa é ir ao pito

Chegamos ao fim desta dissertação!
Desculpem-me a poesia barata
Mas não há melhor para o coração
Do que a nossa amiga rata!


Fim :)

9 comentários:

Trivialidados disse...

Temos poeta... Um abraço.

Cobra Carla disse...

lol mas que belo poema, tao profundo lol

Francis disse...

bem...um gajo abre a página e lava com uma vagina pelos olhos a dentro...não é fácil...

grande poema.

peace_love disse...

LOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL!!

Taxi Driver disse...

É grande tema para rimar, não haja dúvida!

Topo de Gama disse...

Bem!!! Grande nivel!!! Grande poema, grande Tema!!

Gostei!!! :D

peace_love disse...

foste desafiado,passa no meu blog.

Flávio disse...

Clap, clap, clap. Tens a certeza que não és a encarnação do Bocage?

Anónimo disse...

LoOl..
Eu nem sei o que dizer:D
Farto-me de rir..
Os teus posts...nem sei...
Continua és o maioreeee

Related Posts with Thumbnails