segunda-feira, fevereiro 19, 2007

Riqueza


Quando era ainda um miudinho, cheio de sonhos e fantasias, todos os dias almoçava no refeitório da minha escola. Por vezes, para meu desgosto, eram servidas lulas (detestava lulas). E havia lá uma desgraçada de uma contínua que me obrigava a comer os ditos moluscos. E dizia ela:

- Já viste? Tantos meninos a morrer de fome em África e tu aqui a desperdiçar comer!

Como é óbvio (eu era novo mas não era burro), achava aquilo tudo uma treta, mandava-a levar na peida (mentalmente) e assim que ela virasse a cara, extraviava umas lulazitas para o chão ou para o prato de outro colega.

Agora que tenho mais uma porrada de anos em cima mas a mesma idade mental, dou por mim a pensar neste assunto e chego a algumas conclusões. E são as seguintes:

A riqueza é sempre alcançada à custa da pobreza dos outros. Para eu ser rico, outras pessoas terão que ser pobres. A riqueza não é senão uma distribuição desequilibrada dos recursos existentes. E isto meus amigos é uma verdade La Palice.

Imaginemos o seguinte: Num mundo como o nosso, só existem 10 pessoas! Mas essas pessoas vivem todas distanciadas umas das outras! Todas elas são independentes umas das outras e nunca tiveram qualquer tipo de contacto ou interacção entre elas. Quem seria destas 10 pessoas a mais rica? Seria sem duvida aquela que trabalhasse mais. Neste caso que eu inventei é o Manel. O Manel seria o mais rico por mérito próprio. Mas não seria uma riqueza muito exorbitante. Seria pouca a diferença entre ele e as outras 9 pessoas.

Imaginem agora que estas 10 pessoas vivem todas na mesma aldeia. No fundo uma mini-comunidade onde já houvesse interacção! Qual seria a diferença? A diferença, é que aquele que Manel poderia ser bastante mais rico do que aquele que vive isolado. Como? Obtendo a sua riqueza à custa do trabalho dos outros. Hipoteticamente, o Manel acabaria por ser nomeado chefe e fosse por que razão fosse, (por ser o mais forte, o mais bonito, o mais inteligente ou o mais filho da puta) poderia ter os outros a trabalhar para ele! E teria certamente mais riqueza do que o Manel do primeiro exemplo. Poderia ter uma mansão construída por todos os outros habitantes. Mansão essa que nunca teria conseguido se vivesse isolado! É isto a riqueza!

E agora potenciem este exemplo absurdo que vos dei e pensem no mundo em que vivemos! O que é que o Bill Gates, o Bush, o Cristiano Ronaldo ou o príncipe do reino do Caralho que o Fodam, trabalharam para ter os milhões que têm? Só são ricos porque os ursos que os rodeiam (nós) contribuímos para isso. Se estivessem isolados no mundo, como o Manel do meu primeiro exemplo, a única riqueza que conseguiriam seria umas maças e uns pãezinhos para não morrerem de fome.

Não tenho nada contra o facto de tirarmos proveito do trabalho e genialidade dos outros. Chama-se a isso cooperação e viver em comunidade. E sem isso não teríamos evoluído.

Mas o que me aborrece solenemente é a tamanha desigualdade que existe no mundo. É que existam meia dúzia de macacos com metade da riqueza mundial, e que os restantes passem privações como fome e alguns até morram por isso! Que existam pessoas que têm 50 mansões, 30 iates e não sei quantos milhões de euros a ganhar pó no banco. Enquanto milhões de pessoas não têm sequer 1 euro ou 1 pão para se alimentar.

Se um dia forem ricos, se tiverem mais do que aquilo que poderiam aspirar vir a ter se vivessem sozinhos no mundo, desenganem-se. Não me venham dizer que o são por mérito próprio. São ricos porque este mundo permite desigualdades e para que vocês sejam ricos alguém noutro lugar qualquer do mundo é pobre e está a passar privações. E esta relação por mais surrealista e indirecta que possa parecer, é uma realidade.

Muita coisa muda! Afinal, a contínua da minha escola tinha razão, e eu até já gosto de lulas. Não é certamente um miúdo que não come lulas que vai acabar com a fome em África. Mas anda por aí muito miúdo graúdo que poderia enviar para lá umas quantas lulas!!!

É claro que isto é só a minha opinião!

10 comentários:

Gaja Boa 1 disse...

Ora nem mais... O Manel da 1a história até poderia ter sorte e estar perto de algumas árvores de fruto e de fosse filho da puta até as vendia aos outros... e assim começava o markting...

O pior é que eu pertenço aos tansos que ajudam os outros a crescer... (Menos ao parolo do cristiano ronaldo... às minhas custas esse paneleirão nem um centimo ganha)

kiss

Topo de Gama disse...

Sim... Sempre ke me diziam essa dos putos em Africa, ou respondia: " poe as lulas numa carta e manda-as pra la!! Gosto de ajudar os outros!"

Houve um freira ke me obrigou a mamar um prato de douradinhos ke quase chorei (sp detestei douradinhos!) por ter dado uma resposta assim!!

Qt a tua teoria da riqueza, nao podia tar mais de acordo.. Ha ke ser muito mijao ou muito cabrao pra se descobrir uma galinha de ovos de ouro, que todos gostem de comer!!

peace_love disse...

Realmente tens razão, e esses casos da desigualdade são ainda mais chocantes em Países do médio oriente por exemplo, em que os "chefes" do país são dos mais ricos do mundo, e a maior parte da população morre à fome..

Capitão Merda disse...

É a idiossincrasia humana e não há volta a dar-lhe, infelizmente!
Resta-nos aguardar pela extinção da raça...
Quando isso acontecer, é garantido o desaparecimento das desigualdades.

mymind disse...

e o k m fax mais confuxao eh ke exax mumias podres de ricas nem vao conseguir usar todo o dinheiro k tem, eh msm so pa ter montes de porkarias a apanhar pó!
=/

Gaivota disse...

Costumo por uma simples questão a amigos e conhecidos quando me vem com esses moralismos...

Trocavas a vida do teu filho, pela vida de mil crianças em africa?

Temos uma capacidade estupida de mingar o mundo, e so la cabe os que nos sao queridos, os que amamos, o resto que se lixe.
Não gostamos de ver os miudos a morrer, nao gostamos de ver gente a viver na rua, nem gostamos do trabalho escravo. Choramos e escrevemos textos... Mais maioritariamente continuamos a deitar as lulas ao lixo. Sem ninguem ver, porque poderia parecer mal aos outros [que afinal tambem fazem o mesmo].


Concordo com tudo bla bla bla...
E sinto que não me serve de nada.

Um beijo*

Zé Pedro disse...

Como se costuma dizer, uns nasceram com o cu virado para a lua, outros tiveram o azar de nascer de dia, não havia lua, foi o meu caso, infelizmente...lolo

Abraços do Catano !!!

Gaja Boa 2 disse...

Pois
mas que não me importava de pertencer ao quadro dos ricos, não me importava...e o resto é treta.
bjs

Diabba disse...

essas "ricas almas" cá virão parar...

beijos de enxofre

Trivialidados disse...

Muito bem explicado, mas tenho a certeza que isso vai continuar a acontecer até o nosso mundo rebentar. Um abraço.

Related Posts with Thumbnails